ARQUIVOS

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Banda NECROMANCER na tijolada do "BARULHO NOISE" no COMANDO NOISE dia 24/09/2017

Necromancer


O Necromancer foi formado no final de 1986, quando dois irmãos (Luiz Fernando e Luiz Cláudio) juntaram-se a amigos comuns e colegas de colégio. A formação original era: Marcelo Coutinho (vocais), Robert Haulfon (guitarra), Luiz Fernando (guitarra), Alex Rocha (baixo) e Luiz Cláudio (bateria). A idéia inicial do grupo era trabalhar dentro dos gêneros Heavy/Thrash Metal, com influências de grupos como: Slayer, Kreator e Destruction.

O grupo manteve esta formação por pouco tempo. Alex Rocha (baixo) saiu poucos meses após a formação e foi substituído por Paulo André (baixo). Em 1986, foi gravada a primeira demo tape, denominada DEMO I, com as músicas Ameaça Assassina e Carrasco (Mensageiro do Fim). Em 1987, foi gravada a segunda demo tape NECROMANCER, com as músicas Dark Church, Necromancer e Killer Threat. Nesta fase, o grupo foi divulgado no programa Guitarras da extinta rádio Fluminense, através do apresentador Fernando Folena. Em 1987, Paulo André foi substituído por Gustavo Fernandez (baixo, ex-Deathrite). No final de 1988, por motivos de diferenças musicais, Robert Haulfon (guitarra) e Luiz Cláudio (bateria) saíram do grupo. Em 1988, Alex Käfer (bateria) entrou no grupo. Devido à dificuldade de encontrar um guitarrista disposto ao trabalho sério, foi decidido o término do grupo.

Em 1993, após conhecerem Maurício Meloni (guitarra), foi decidido o retorno do grupo, mantendo a mesma linha musical anterior, mas com algumas mudanças para tornar o som mais atualizado e trabalhado. Gustavo Fernandez (baixo) foi substituído por Vinícius Farias (baixo). No final 1994, foi lançada uma demo tape SCIENCE OF FEAR. 

Em 1996, foi lançada outra demo tape VICTIMS OF MANEUVERINGS. Estas músicas tiveram uma boa aceitação no underground, fato que favoreceu a presença do grupo em shows em vários locais do Rio de Janeiro e São Paulo.

Em 1998, por diversos motivos pessoais, o grupo cessou novamente suas atividades.

Nos períodos de 1986 a 1988 e de 1994 a 1997, o Necromancer apresentou-se em locais como Circo Voador, Caverna e Garage (RJ), Teatro Mambembe e Rainbow Bar (SP) com bandas como: MX, Dorsal Atlântica, Multilator, Explicit Hate, Deathrite, Viper, Sigrid Ingrid, Prime Mover etc.

Em 2005, após um convite feito pela gravadora carioca Marquee Records, visando o lançamento de um CD com o material antigo, o grupo retornou novamente. À época, a formação trouxe os integrantes originais - Marcelo Coutinho e Luiz Fernando -, além de Fabio Caputo (guitarra, ex-Deathrite), Alex Kaffer (baixo, Mysteriis) e Marcelo Henrique (bateria). O álbum acabou não saindo e o grupo saiu novamente de cena.

Em 2010, a banda arriscou um novo retorno com Fabio (baixo) e Marcus (guitarra) mas, devido a diferenças musicais, o projeto não seguiu adiante. 

Persistindo e com a vontade de lançar suas músicas, em 2012 os três integrantes que ainda estavam juntos - Luiz Fernando, Marcelo Coutinho e Alex Kaffer - resolveram voltar a ensaiar, apenas os três. A ideia era gravar um CD apenas com músicas compostas nas fases iniciais da banda, mas com uns pequenos ajustes para fazê-las soar mais atuais.

O "acerto de contas com o passado" veio em 2014 com o lançamento do 'debut' "Forbidden Art", pelo selo Heavy Metal Rock, com Marcelo Coutinho (vocal), Luiz Fernando (guitarras) e Alex Kaffer (bateria e baixo). Entre as músicas antigas presentes estão, dentre outras, "Necromancer", "Deadly Symbiosis” e "Dark Church".

Em 2014, banda volta com a formação completa Marcelo Coutinho (vocal), Luiz Magalhães e Edu Lopes (guitarras), Gustavo Fernandez (baixo) e Alex Kaffer (bateria).

Em março de 2015, Eduardo Lopes (guitarra) deixa o grupo para desenvolver uma nova banda. Logo depois, Alex (bateria) deixa o grupo por motivos pessoais e é substituído por Vinícius Cavalcanti. A banda continua o trabalho como quarteto. Em 2016, Alex Kaffer retorna a banda como guitarrista.

A formação atual da banda é: Marcelo Coutinho (vocal), Luiz Fernando e Alex Kaffer (guitarras), Gustavo Fernandez (baixo) e Vinicius Cavalcanti (bateria).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.