ARQUIVOS

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Banda GRINDING REACTION no bloco "BARULHO NOISE" no COMANDO NOISE dia 15/10/2017

Banda fundada, em 2000, na cidade de Diadema, região do ABC Paulista, formado por: JM (vocal), Hugo (guitarra), Renato (baixo) e Leandro (bateria). Com esta formação foram lançados, dois registros fonográficos a demo-tape Grinding Reaction (2001) e o CD/EP Opression, Negligence, Tears and Blood(2004). Ambas as obras trazem composições próprias com temática que giram em torno de questões políticas, sociais e culturais da sociedade capitalista, descritas a partir do olhar reflexivo e crítico da banda. Musicalmente as composições mostram uma mistura moderna de hardcore (Old School e New School) com Thrash metal e Death metal.
No processo de divulgação deste trabalho, realizado de forma totalmente independente, no período 2002-2005, os destaques são: a transmissão de rádio da música "You Don't Care" no programa "A hora e a vez do Brasil”, antigo programa da 89,1 FM "Rádio Rock de São Paulo" e a reprodução das músicas "Nazi Bastards" e "Rise" no programa "Círculo de Fogo" da Viriato FM de Portugal. Também podem ser destacados os espetáculos, com as bandas Ação Direta, Social Chaos e CAD (Eslovénia) em Diadema, com a banda Betume (Alemanha), em São Paulo, e dois shows com a banda canadense Figure Four, em Minas Gerais e dois shows no Rio de Janeiro com a banda Imminent Chaos. A distribuição desses registros gerou uma série de matérias em fanzines, webzines e revistas como "Rock Brigade" e em vários locais no Brasil e em outros países, como Chile, Argentina, Peru, Ucrânia, Rússia, EUA, Bélgica e Portugal.
Em 2005, a banda sofre sua primeira mudança de formação com a saída de Hugo e a entrada de André e Gustavo nas guitarras. Gustavo permaneceu, na banda, apenas alguns meses. A equipe só estabilizou com a entrada de Dione na guitarra em 2006. Com os músicos Leandro, Renato, JM, André e Dione. O G.R., realizou concertos nos principais bares undergrounds de São Paulo como o “Manifesto” e “ Blackmore “. E iniciou um intenso processo de reestruturação das músicas antigas e uma nova fase de composição de material. No entanto, por razões específicas de alguns membros e problemas de convívio a banda Grinding Reaction, em Setembro de 2008, encerrou suas atividades de forma abrupta.
Em 2011, após o reencontro de Renato, baixista, e o guitarrista Hugo, membros fundadores, o projeto G.R. recomeça. Porém, o projeto não se desenvolve devido à instabilidade na formação, ao longo de três anos, marcados pela busca constante de músicos que atendessem as demandas da banda. Depois de muita procura fecha-se a formação atual com: Weslley baterista, guitarrista e vocalista Ricardo, guitarrista e backing vocals Victor e o baixista Renato.
Em 2015 a banda participa do Red Sand Fest, dividindo o palco a lendária banda Ratos de Porão. No mesmo ano, o G.R. lança, seu segundo o EP "Tempo, Persistência e Fúria", que é uma revisão do EP "Opression, Negligence, Tears and Blood", que serve para comemorar seus 15 anos de existência e também indicar os novos caminhos musicai a serem seguidos pela banda. Esse EP está tendo uma grande aceitação junto ao público e a imprensa independente especializada na cena underground, rendendo shows, entrevistas e resenhas positivas.

O ano de 2017 começou muito bem com o lançamento do nosso primeiro vídeo clip “Cultura do terror” no mês de fevereiro. Para o restante do ano nossos objetivos são continuar a divulgação do EP “Tempo, Persistência e Fúria”. Temos previsão de ainda no primeiro semestre lançarmos um liryc vídeo da música “Sindicato do crime” e entrar em estúdio no segundo semestre para gravação do nosso primeiro full disc e iniciar o trabalho de divulgação do mesmo.

https://www.facebook.com/grindingreactionfanpage/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.